Redação 3778
26/1/2023
8
min

5 coisas que você está fazendo errado na saúde corporativa

Empresas estão deixando de pensar na saúde de forma isolada, mas como um papel estratégico no desempenho e desenvolvimento dos colaboradores
5 coisas que você está fazendo errado na saúde corporativa
  • Carregando índice...

Não é novidade que um ambiente de trabalho seguro e acolhedor impacta profundamente o desempenho dos colaboradores. Contudo, este não é o único fator que faz uma empresa ter bons rendimentos e um clima organizacional sadio. É necessário que os colaboradores estejam plenamente saudáveis, tanto fisicamente como emocionalmente. E para que essa combinação seja possível, as empresas precisam encarar a saúde corporativa como uma prioridade estratégica.

Por muitos anos, a saúde corporativa era levada como “coadjuvante” no universo empresarial. Uma obrigação legislativa, sindical, ou simplesmente pela contratação de plano de saúde. Muitas vezes, os próprios colaboradores viam a saúde só como um benefício dado pela empresa, não levando em conta a importância dela no seu dia a dia.

E para que as empresas passem a enxergar a saúde como ferramenta estratégica, cuidando do bem-estar dos seu colaboradores e aumentando o seu desempenho, listamos aqui cinco erros muito comuns, cometidos pelas as empresas que não praticam saúde corporativa:

1. Considerar que apenas práticas obrigatórias por lei são saúde corporativa

Esses exames exigidos por lei são apenas uma parte muito pequena da saúde dos colaboradores de uma empresa.  A saúde e a segurança dos colaboradores é de responsabilidade do empregador, os exames admissional, periódico e demissional são obrigatórios por lei e visam reduzir os riscos decorrentes do trabalho. Caso o empregador não realize estes exames, serão aplicadas penalidades legais, além disso, a ausência desses exames podem levar a contratação de trabalhadores com problemas de saúde ou limitações que impeçam seu trabalho. Realizando estes exames, a empresa emprega um pessoal apto para suas atividades e monitorando a saúde da sua equipe contribui para um melhor desempenho ocupacional.

Que tal investir em Saúde Ocupacional de verdade, que vão além das obrigatoriedades? Baixe o nosso material sobre Saúde Ocupacional 4.0 e comece já!

2.  Acreditar que os benefícios oferecidos pelo plano de saúde contratado pela empresa são suficientes

O plano de saúde é um benefício muito importante para os colaboradores. Segundo uma recente pesquisa feita pela Catho, no Brasil, cerca de 74,6% dos candidatos às vagas consideram a assistência médica como o benefício mais importante em uma proposta de emprego. Porém, apenas o plano de saúde não é suficiente, outras iniciativas complementares de saúde corporativa, como a atenção primária de saúde, programas de acompanhamento de saúde e um planejamento corporativo que coloque a saúde do colaborador no centro do cuidado complementam e completam um planejamento de saúde corporativa eficaz, econômico e funcional.

3.  “Saúde corporativa é ginástica laboral e massagem”

Tanto a ginástica laboral quanto a massagem são benefícios que contribuem com a saúde do funcionário, contudo não podem ser levadas como estratégia isolada de saúde corporativa.

A ginástica laboral tem um importante papel no dia a dia dos colaboradores, pelo fato de prepará-los para a sua rotina diária de trabalho. São exercícios que ajudam a prevenir doenças ocupacionais como a lesão por esforço repetitivo, conhecida como LER, e as doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho (DORT).

Já a massagem no ambiente de trabalho, além de estimular momentos de relaxamento entre as jornadas de trabalho, melhora a qualidade de vida e também previne problemas musculares e posturais, sendo um complemento da ginástica laboral.

Apesar da ginástica laboral ser uma prática obrigatória para determinadas funções, a massagem pode ser uma forma de mostrar zelo e cuidado com o colaborador. A combinação destas duas atividades são parte da saúde corporativa, mas não a sua totalidade.

4. Não prestar atenção no que os dados dizem sobre a saúde dos colaboradores

Os dados gerados no RH, seja por afastamento, absenteísmo ou outros, podem dizer muitas coisas sobre o ambiente de trabalho de uma empresa. Além de indicar riscos ocupacionais, esses dados podem ajudar o RH a entender como anda a saúde populacional, quais são os sintomas e problemas mais comuns entre os colaboradores, quais fatores têm causado mais absenteísmo. Saber extrair informações dos dados faz com que a empresa tome melhores decisões, seja mais assertiva no tratamento, reduza custos e ainda otimize processos.

5. Não acompanhar os colaboradores afastados por motivo de saúde

O afastamento do trabalho pode acontecer por inúmeros motivos de saúde, podendo ser por um curto período de tempo, de 1 a 15 dias, ou prazos maiores que 15 dias, os quais acontecem pelo INSS. Em ambos os casos, o acompanhamento neste período ajuda a mapear a saúde física e mental do colaborador e  medir as consequências dos riscos ocupacionais, dando subsídio para a empresa prever gastos e prevenir futuros afastamentos.

Esse acompanhamento pode ser feito através de tecnologias específicas e um time de saúde especializado. Fazer uma análise individualizada dos atestados e dos casos encaminhados ao INSS, por exemplo, ajudam na medição dos benefícios que influenciam a qualidade de vida e bem-estar dos funcionários.

Conta para a gente, quantos destes erros a sua empresa ainda está cometendo? Se você quer melhorar a saúde dos seus colaboradores, baixe agora o nosso Checklist do RH Inteligente e comece a fazer uma saúde corporativa mais econômica e estratégica na sua empresa.

5 coisas que você está fazendo errado na saúde corporativa

Artigos relacionados

Plano de saúde empresarial: como reduzir os custos

Plano de saúde empresarial: como reduzir os custos?

Saiba como programas de saúde podem garantir a manutenção deste benefício essencial para retenção de talentos sem causar um rombo nas contas

Gestão de Saúde
11
 minutos de leitura
Saúde preventiva nas empresas: quais são os benefícios?

Saúde preventiva nas empresas: quais são os benefícios?

Prevenir ao invés de reagir à saúde é uma prática estratégica que traz incontáveis benefícios para a sua empresa. Saiba como começar.

Gestão de Saúde
10
 minutos de leitura
Saúde Corporativa: conheça os benefícios para a sua empresa

Saúde Corporativa: conheça os benefícios para a sua empresa

A Saúde Corporativa é aliada estratégica do RH e responsável pela melhora da qualidade de vida e desempenho do colaborador

Gestão de Saúde
8
 minutos de leitura

Assine nossa Newsletter!

Receba informações valiosas sobre a saúde corporativa da sua empresa e dê as boas-vindas à nova era do cuidado

Apenas E-mails corporativos
Verifique o campo de e-mail. Somente serão aceitos e-mails corporativos.
Agradecemos o seu interesse!
A nossa newsletter é publicada semanalmente e enviada para o seu e-mail.
Ops! Algo deu errado ao enviar o formulário.
3778 Tecnologia, 2022
InstagramLinkedinYoutube
37.78 Tecnologia Ltda
R.Turim 99, 3º andar
Belo Horizonte, MG
CNPJ 30.418.496/0001-89