Redação 3778
28/10/2022
12
min

O papel da medicina do trabalho nas empresas

Com mais de 2 séculos de história, a medicina do trabalho se transformou para conseguir levar mais saúde e segurança para trabalhadores
O papel da medicina do trabalho nas empresas
  • Carregando índice...

Hoje plenamente difundida e tendo sua importância amplamente reconhecida, principalmente após a pandemia da Covid-19 que levou milhões de trabalhadores ao afastamento em todo o mundo, a medicina do trabalho nem sempre foi da forma que a conhecemos hoje.

Com seu nascimento datado na primeira metade do século XIX, na Inglaterra, com a Revolução Industrial, a medicina do trabalho surge em um momento em que o consumo da força de trabalho era realizado de forma desumana. Ela surge como uma ferramenta essencial para a sobrevivência do processo de produção industrial, interferindo a tempo e a hora na saúde dos trabalhadores, muitas vezes com médicos alocados dentro das próprias indústrias.

Começa ali o primeiro vislumbre da potente colaboração que a saúde e a medicina tinham a oferecer para o universo trabalhista. Com essa mudança, o que se viu foram trabalhadores mais saudáveis, menos afastamentos, mais produtividade e mais motivação, pois a partir de agora, esse trabalhador garantia, para si e para sua família, uma assistência à saúde de qualidade que o estado pouco era capaz de proporcionar.

Graças a todas essas melhorias, não é à toa que é atribuída a Henry Ford a seguinte frase:

"O corpo médico é a seção da minha fábrica que me dá mais lucro".

Com o passar dos anos, a medicina do trabalho sofreu mudanças significativas, deixando para trás um caráter quase mecanicista de se cuidar, e abrindo espaço para o que conhecemos hoje como Saúde Ocupacional, uma forma mais ampla e preventiva de se cuidar da saúde no cenário laboral.

Os benefícios da medicina do trabalho aliada à Saúde Ocupacional

Com a Saúde Ocupacional, o papel do cuidado nas indústrias e empresas amplia-se. Hoje, o que vemos é uma atuação que vai muito além de sanar as urgências médicas dos trabalhadores. A Saúde Ocupacional, aliada à Medicina do Trabalho, foi além da área médica e permitiu a entrada de outros agentes e profissionais qualificados e essenciais no exercício da saúde laboral, tais como:

- Engenheiros ambientais;

- Enfermeiros;

- Psicólogos;

- Engenheiros químicos;

- Técnico de segurança

- Entre outros.

Neste contexto, é possível promover um cuidado mais amplo para o trabalhador, promovendo mais saúde, segurança e muitos outros benefícios.

Conheça alguns exemplos:

Reduzir doenças e acidentes ocupacionais

Através de ferramentas como; Análise Ergonômica do Trabalho (AET), o PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) e o PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais), não só a saúde do colaborador é acompanhada de perto com o intuito de reduzir danos que a sua atividade laboral pode eventualmente causar, como também o ambiente em que se dão as atividades laborais é meticulosamente verificado para que não promova riscos à segurança do trabalhador durante o exercício de sua função. Com isso, o número de doenças e acidentes ocupacionais é significativamente reduzido.

Evitar multas e processos trabalhistas

A segurança do trabalho é uma obrigação prevista por lei e toda empresa precisa estar preparada para inspeções do Ministério do Trabalho e visitas de outros órgãos responsáveis. Hoje, alguns dos principais motivos de multas e processos trabalhistas contra empresas são:

- Problemas relacionados ao PPP e ao Laudo Técnico das Condições do Ambiente de Trabalho (LTCAT);

- Não envio da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT);

- Atrasos e ausências de exames obrigatórios discriminados pelo Programa de Controle - Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO);

- Não cumprimento das NRs – Normas Regulamentadoras;

- Falta de fornecimento de EPIs e EPCs;

- Erros no pagamento de taxas de insalubridades e periculosidades.

Com uma estratégica promoção da Saúde Ocupacional na sua empresa, você dá fim a esses impasses e reduz a zero a possibilidade de multas trabalhistas.

Prevenção: a maior aliada da saúde do trabalhador

"Se você quer que alguém faça um bom trabalho, tem que lhe dar um bom trabalho para fazer." - Frederick Herzberg, psicólogo e um dos nomes mais influentes em Gestão Empresarial nos EUA.

Esta frase de Frederick Herzberg, um dos precursores da Teoria Comportamental, deixa claro a importância de proporcionar para o trabalhador um bom ambiente laboral. Ao se sentir cuidado, seguro e bem assistido, o colaborador cria um forte vinculo com a empresa e tende a realizar suas funções com mais disposição, o que impacta diretamente na produtividade.

Pensando em tudo isso, a Saúde Ocupacional continua a se modificar, para promover ainda mais saúde no ambiente laboral. E atualmente, a palavra de ordem é: prevenção. Os bons e velhos exames admissionais e periódicos, perdem aquele caráter burocrático, de meros cumpridores de obrigações legais, e ganham uma nova roupagem. Aliados à dados, tecnologia e a ferramentas assistenciais, esses exames são capazes de mapear comportamentos de saúde populacionais, definir linhas de cuidado personalizadas e assistir ao colaborador antes mesmo que o problema de saúde se agrave.

As mudanças sociais continuam e continuarão acontecendo ano após ano, década a década e a demanda de trabalhadores ao redor de todo o mundo vai se moldando de acordo com cada novo momento da história. A Saúde Corporativa deve estar sempre atenta a essas mudanças para se adaptar a tempo e a hora. Somente assim será possível levar cada vez mais acesso de qualidade à saúde para o maior número de trabalhadores possível.

Quer conhecer como a 3778 leva Saúde Ocupacional para as maiores empresas do Brasil? Acesse aqui.

O papel da medicina do trabalho nas empresas

Artigos relacionados

Qual a diferença entre saúde ocupacional e corporativa?

Qual a diferença entre saúde ocupacional e corporativa?

Apesar de parecer a mesma coisa, na verdade são complementares. Leia, entenda e acabe de vez com essa confusão.

Saúde Ocupacional
13
 minutos de leitura
O que é PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional)?

O que é PCMSO?

O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO) visa garantir a saúde e a prevenção de riscos ocupacionais dos colaboradores

Saúde Ocupacional
7
 minutos de leitura
Saúde Ocupacional: muito além das obrigatoriedades legais

Saúde Ocupacional: muito além das obrigatoriedades legais

Comumente vista como mera cumpridora de obrigações legais, a SO pode ser uma grande aliada estratégica quando usada da forma certa

Saúde Ocupacional
9
 minutos de leitura

Assine nossa Newsletter!

Receba informações valiosas sobre a saúde corporativa da sua empresa e dê as boas-vindas à nova era do cuidado

Apenas E-mails corporativos
Verifique o campo de e-mail. Somente serão aceitos e-mails corporativos.
Agradecemos o seu interesse!
A nossa newsletter é publicada semanalmente e enviada para o seu e-mail.
Ops! Algo deu errado ao enviar o formulário.
3778 Tecnologia, 2022
InstagramLinkedinYoutube
37.78 Tecnologia Ltda
R.Turim 99, 3º andar
Belo Horizonte, MG
CNPJ 30.418.496/0001-89